sábado, 10 de outubro de 2020

Recomendamos: The Astra Project

Este é o vídeo de apresentação do Ad Astra Podcast, uma das iniciativas dos nossos camaradas portugueses, Helena Avelar e Luís Ribeiro, que estão à frente do The Astra Project, um projeto internacional e interdisciplinar de pesquisa histórica sobre técnicas e práticas astrológicas:


Marcus e eu batemos um papo com eles, que já se encontra registrado no site e no seu respectivo canal do youtube:






domingo, 23 de agosto de 2020

O lugar epistemológico da astrologia entre os saberes


Acabou de sair do forno! 

Com organização da Clarissa de Franco, o livro tem vários capítulos de autores e autoras diferentes, inclusive esta que vos fala, responsável pelo capítulo “Ciência e sociedade no contexto de ‘O estranho caso da astrologia’ de Paul Feyerabend”. 

Para adquirir o e-book, visite o site da editora. A tiragem no papel foi bem pequena, mas talvez seja possível conseguir algum exemplar com a organizadora do livro, Clarissa de Franco (e-mail: clarissadefranco@hotmail.com).
 

terça-feira, 21 de julho de 2020

Teses e dissertações brasileiras sobre astrologia


O levantamento que se segue foi feito na base de teses e dissertações da Capes usando o indexador "astrologia" no dia 20 de julho de 2020. Cinco títulos que já constavam de nossos levantamentos anteriores (aqui e aqui) não apareceram no resultado, provavelmente porque não continham o termo em suas palavras-chaves, mas eles também foram incluídos neste levantamento.

Em resumo, são 65 trabalhos, sendo 48 dissertações e 17 teses defendidas de 1982 a 2019. Os 60 autores (cinco escreveram dois textos) participaram de mais de 40 programas de pós-graduação (PPG) em cerca de 30 instituições. Mais de 50 orientadores e cerca de 200 membros de bancas contribuíram com essas pesquisas em várias áreas do conhecimento.

Se você que está lendo estas linhas tiver mais algum rastro de tese ou dissertação brasileira sobre astrologia, por favor, entre em contato conosco aí nos comentários ou pelo e-mail cristina_machado@yahoo.com.

Em ordem alfabética de sobrenome:

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Sobre a nossa atividade de greve


Nosso evento se inseriu nas atividades de greve por solicitação da direção do ICHF-UFF, que deliberou em assembleia junto aos professores que todas as atividades extraclasse que estavam agendadas se inserissem na agenda geral das atividades de greve. 

Vale lembrar também que um evento desse tipo leva tempo para ser organizado e implica a movimentação de pessoas que vêm de fora, ou seja, que já estão com passagens e hospedagens compradas há algum tempo e, nesse caso, por conta própria. 

Além disso tudo, uma grande preocupação tem surgido com frequência nas discussões em defesa da universidade pública e gratuita: o esvaziamento da universidade durante as greves. A grande maioria dos professores continua trabalhando em casa e adiantando as próprias pesquisas, e não há propriamente atividades de greve. 

Discutimos muito sobre o que fazer nesse momento delicado, e nossa atitude foi a de ocupar um espaço fundamental nas atividades de defesa da universidade pública e gratuita, contribuindo para colocar em evidência suas múltiplas pesquisas e ações de ensino e extensão

Nossa atividade de greve foi uma das poucas que ocuparam o ICHF, que estava praticamente deserto na quinta-feira (3 de outubro). Ao longo do nosso evento havia uma frase grande no quadro indicando que estávamos em greve, e na abertura anunciamos toda a nossa atividade como uma defesa da universidade pública e gratuita, pois acreditamos que política se faz ocupando espaços e não os esvaziando. 

Fotos do IV Stellium da Academia Celeste

Na quarta (4/10) começamos as nossas atividades com o minicurso sobre o Tetrabiblos. Marcus deu início aos trabalhos lembrando que a UFF estava em greve junto com todas as universidade federais e que o nosso evento havia sido incluído como atividade de greve.



Cristina, pouco antes de começar o minicurso

O público presente ao minicurso

Na quinta e na sexta (3-4/10) aconteceu o IV Stellium com oito trabalhos apresentados e um livro lançado.

Angélica apresenta "Medicina astrológica em Portugal no século XVI"

Marcus e Cristina lançam seu livro "O Tetrabiblos de Ptolomeu: tradução comentada dos capítulos filosóficos e estudo sobre o texto e seu contexto cosmológico"

 Boechat apresenta "Contra Contra os astrólogos. O anticeticismo em Manílio" 

Cristina apresenta "Franz Boll (1867-1924), leitor de Ptolomeu"

Daniel, Filipe e Junior apresentam "O linguajar astrológico no Poimandres (Corpus Hermeticum I)"

Jefferson apresenta "Homo Signorum. A iconografia do homem venoso-zodiacal em textos e imagens nos séculos XIV e XV"

Marcus inicia os trabalhos do Stellium

O público no primeiro dia do Stellium


Rafael apresenta "O dilúvio de 1524"

Thiago nos brinda mais uma vez, de improviso e com maestria, com um recorte da sua dissertação de mestrado sobre o sempre instigante jogo astrológico do século XVI, Ouranomachia

Titi Vidal apresenta a sua dissertação de mestrado "Narrativas do céu. A presença da astrologia nos meios de comunicação"

domingo, 28 de abril de 2019

Entrevista na Astrolábio


Marcus e eu demos uma entrevista sobre o nosso livro para o último número da revista Astrolábio. Clique na imagem para visitar o site da revista.